Huma

10ª Jornada é sucesso de público e qualidade de informação

Institucional
06/10/2010

Custo de retrabalho, efeitos colaterais, acomodação de melhorias, resolução de problemas. Essas foram algumas questões discutidas na 10ª Jornada Goiana de Engenharia de Software (JGES), nos dias 24 e 25 de setembro, em Goiânia (GO). Com o tema “Manutenção à vista”, a proposta era discutir o impacto dos diversos tipos de manutenção nas organizações produtoras e mantenedoras de software.

O evento contou com cerca de 350 participantes, que prestigiaram palestras, mesa-redonda e estudo de caso, com grandes nomes do cenário de TI, entre eles, Ricardo Góes, gerente de sistemas da Secretaria da Fazenda do Rio de Janeiro, e Francisco Vasconcellos, assessor na secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Também participaram Marcello Thiry (Universidade do Vale do Itajaí e Incremental Tecnologia), Ana Rouiller (SW Quality e Universidade Rural de Pernambuco) e Antonio Victuri Junior (PMP e CEO da Âncora Business Management).

Para o diretor de tecnologia da LG Sistemas e membro do comitê técnico organizador do evento, Eduardo Virgílio, o sucesso do tema escolhido pelos participantes de 2009 se deve ao fato de que as empresas atualmente estão envolvidas com os seus respectivos legados. Segundo ele, “Elas estão enfrentando uma necessidade comum: preservar as aplicações atuais a partir da inserção de melhorias exigidas pelos usuários”.

Manutenção de software

Para Eduardo Virgílio, a 10ª JGES permitiu concluir que “Não existe uma fórmula correta que possa ser empregada por qualquer empresa no processo de manutenção de software”. Ainda de acordo com ele, após ouvir todos os convidados, ficou claro que a escolha do processo deve considerar a maturidade dos colaboradores envolvidos, a cultura da empresa, a tecnologia em uso, a exigência dos seus clientes, a qualidade do código fonte e finalmente a área atendida, isto é, a finalidade para a qual se destinam os produtos mantidos.

O participante da Jornada, Andrey de Oliveira, também pôde aprender com o evento: “As palestras, que foram dadas de maneira prática e objetiva, ampliaram minha visão acerca do mundo da manutenção e qualidade de software. Os palestrantes falaram bastante de suas experiências positivas e negativas vividas no dia a dia do trabalho, o que considero de grande valia para meu desenvolvimento profissional”.

Importância da JGES

A jornada foi criada pela LG Sistemas. A empresa também mantém o evento, com a ajuda de um comitê técnico e com o patrocínio de algumas organizações. O evento é representativo para todo setor de TI de Goiás, já que proporciona discussões localmente, facilitando a atualização tecnológica dos profissionais e empresas, que não precisam levar centenas e centenas de profissionais para os grandes centros.

Eduardo complementa que “Com um modelo simples e prático buscamos palestrantes renomados, com experiência no tema da vez, de modo que eles possam nos trazer novidades. Através das palestras nós conseguimos enxergar soluções para alguns dos nossos problemas”.

Veja todas as fotos do evento na página da Jornada ou no Flickr da LG.

10ª Jornada é sucesso de público e qualidade de informação

Auditório do SESC Cidadania em Goiânia, onde aconteceu a 10ª Jornada.

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/