Huma

Carreira: a era da reputação!

Mercado
15/10/2013

*Por Alexandre Prates

“Não trabalhe por uma empresa...”. É com essa frase que inicio a minha palestra sobre "Carreira: a era da reputação". Uma frase que gera um misto de sensações no público: dúvida, frustração, indignação, medo etc. Sensações que são afloradas ao completar a frase: “... trabalhe pela sua carreira!”.

Durante anos, muito se falou sobre empregabilidade, mas este termo tem se tornado cada vez mais obsoleto. Uma tendência tem se mostrado inevitável nos últimos tempos: a evolução das relações de trabalho. Isso já é uma realidade e, no futuro, muitos profissionais não serão empregados formais e sim, vão trabalhar dentro de uma rede de prestação de serviços, em uma relação que evoluirá de empregado-empregador para uma relação de parceria, onde os parâmetros serão claros e simples: a empresa oferece todos os recursos necessários para que o profissional consiga produzir com qualidade e eficiência e, por sua vez, o profissional garante resultados para a organização.

Face a isso, precisamos ter em mente que o investimento para tornar-se “empregável” não é o suficiente. Para construir uma carreira brilhante, é preciso investir naquilo que verdadeiramente irá torna-lo um profissional desejado pelas organizações: Reputação.

Para falar sobre isso, quero enfatizar uma grande lição do coaching: só existe uma pessoa responsável pela sua reputação, você! Uma empresa pode não ter lhe dado a oportunidade de ser promovido, mas não pode, nunca, lhe tirar a capacidade de produzir resultados e construir uma imagem profissional íntegra e admirável. A decisão é sua! Empresas são geridas por pessoas e as pessoas falham, podem ser injustas, egoístas, distraídas, enfim, podem não oportunizar tudo o que você merece. No entanto, a sua reputação é gerida por você, logo a história profissional que você construirá depende da sua decisão: como você quer ser visto e lembrado? Como um profissional medíocre, que passou e não realizou nada de impressionante, ou como um profissional que entregou resultados e deixou saudades? É a sua atitude que vai, pouco a pouco, construindo a sua reputação.

Então lhe pergunto: qual é sua reputação? Para lhe ajudar a responder, vamos recorrer a uma fórmula simples:

R = (TC + RC + EA) + IV + IP

Reputação = (Tempo de carreira + Experiência adquirida + Resultados conquistados) + Investimento em Você x Imagem pessoal
Analisando essa fórmula, podemos chegar a algumas conclusões.

1. Tempo de Carreira + Resultados conquistados + Experiência adquirida: Esses três elementos precisam, obrigatoriamente, andar juntos. Tempo de carreira não é sinônimo de boa reputação profissional. A qualidade do tempo é mais importante do que a quantidade. Quais resultados você entregou? O que você aprendeu? Qual experiência você adquiriu ao longo do tempo? Como esta experiência enriqueceu as suas competências? Ter dez anos de experiência em uma profissão, não garante que você seja muito bom no que faz. Vai depender das respostas às perguntas anteriores;

2. Subir de cargo não depende de você, entregar resultados sim: Mais importante do que os cargos que você assumiu dentro de uma empresa são os resultados que você conquistou. A empresa pode não lhe oportunizar crescer na hierarquia, mas sempre terá oportunidade para você entregar resultados e construir a sua reputação. É possível compreender um profissional que pode crescer na empresa, mas inadmissível um profissional que não tenha entregado resultados;

3. Investimento em você: A pior coisa que um profissional pode fazer é terceirizar o seu desenvolvimento para uma empresa. As pessoas precisam compreender, de uma vez por todas, que o plano de carreira desenhado por algumas empresas é um norteador das oportunidades que a empresa oferece, porém, não substitui o investimento que o próprio profissional deve fazer em sua carreira. E mais uma dica, se a empresa que lhe oferece um plano de desenvolvimento e você complementa esse aprendizado do seu bolso, saiba que isso contribui e muito com a sua reputação.

4. Imagem pessoal: Nenhumas das opções anteriores valerão a pena se a sua imagem profissional não for preservada. Estou falando aqui sobre caráter meus amigos, o único elemento que não há meio termo – ou você tem ou não tem! É por isso que em nossa fórmula, o caráter multiplica e não soma, pois mesmo se você merecer nota dez em todos os itens anteriores, mas se não tiver caráter, a matemática nos ensina que 10 x 0 = 0!
Como vocês podem ver, a base de uma carreira de sucesso é simples, não fácil, mas simples: Entregue resultados, aprenda muito, invista em você e seja uma pessoa íntegra. Dessa forma, você estará construindo o que há de mais valoroso em sua vida: a sua reputação.

Por fim, percebam que o mais interessante dessa fórmula é que todos os elementos dependem somente de você! Espero que sua carreira tome rumos inacreditáveis!


*Alexandre Prates é especialista em liderança, desenvolvimento humano e performance organizacional. É também Master Coach, palestrante e autor do livro "A Reinvenção do Profissional - Tendências Comportamentais do Profissional do Futuro" e da metodologia de coaching "Inteligência Potencial".

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/