Huma

Como as melhores empresas formam as lideranças

Mercado
01/12/2014

Equilibrar as demandas mais urgentes com estratégias de médio e longo prazo, sem perder de vista o desenvolvimento dos gestores, a cultura e os valores da empresa. Esse parece ser um ponto de convergência entre as dez melhores empresas para a liderança presentes no ranking "Best Companies for Leadership", da consultoria global de gestão de negócios Hay Group. Hewlett-Packard (HP), General Electric (GE) e IBM ocupam o pódio brasileiro

O levantamento contou com cem empresas e 2.154 respondentes no Brasil, sendo 81% em cargos de comando e 36% mulheres. Além de responderem um questionário sobre a companhia onde trabalham, os participantes indicaram o nome de outra que têm como referência quando o assunto é liderança. "O ranking é um equilíbrio de todos esses elementos. As melhores não apenas identificam seus talentos, mas os tratam de forma diferenciada. Conseguem transmitir com clareza quais as competências esperadas e têm processos bem estruturados para desenvolvê-las", afirma Fatima Marques, presidente do Hay Group para América Latina.

Martin Stier, vice-presidente de recursos humanos da HP no Brasil, ressalta que a transparência, a comunicação aberta e o respeito são valores enraizados na cultura da empresa e que ajudam a explicar a primeira colocação na pesquisa. "Criamos um ambiente de confiança mútua, no qual todos podem opinar e contribuir. Mesmo se as notícias não forem tão boas, no fim do dia o funcionário vai saber de tudo em primeira mão."

De acordo com ele, a cada trimestre a HP realiza encontros com os gestores de diversas áreas para compartilhar estratégias, soluções e reforçar valores. "Em seguida, esses líderes são incentivados a dividir tudo o que for discutido com seus times".

Na GE, a diretora de RH para a América Latina, Ana Lúcia Caltabiano, diz que um dos pilares para o desenvolvimento das lideranças é o treinamento contínuo em todos os níveis. A empresa foi a primeira do mundo a contar com uma universidade corporativa - a famosa Crotonville, fundada nos EUA em 1956. Há poucas semanas, inaugurou no país a Crotonville Rio, a um custo de US$ 50 milhões. "Anualmente, investimos globalmente mais de US$ 1 bilhão para aumentar as oportunidades de aprendizagem e o desenvolvimento de competências de nossos colaboradores", diz.


Essa notícia foi publicada no site Valor Econômico, em 01/12/2014

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/