Huma

Conheça alguns dos desafios que o RH irá enfrentar em 2013

Mercado
19/12/2012

1 - Em sua opinião, quais serão os maiores desafios enfrentados pelo RH em 2013?

Renato Curi:
Acompanhar o crescimento econômico, recrutando, desenvolvendo e retendo seus líderes.

2 - Como cada gestor pode melhorar sua capacidade de liderança em 2013? E de que forma ele pode se preparar para isso?

Renato Curi: Buscando conhecer e praticar três dos que consideramos serem os maiores gaps da liderança:

  • Não deixar claro os objetivos e expectativas para seus liderados;
  • Gastar grande quantidade de tempo para fazer atividades abaixo de seu nível da liderança;
  • Ausência de feedback honesto e assertivo.

3 – No quesito capacitação, como as empresas devem se preparar para as consequências do apagão de talentos?

Renato Curi: Prefiro falar sobre outro tipo de apagão, o qual as empresas devem agir de imediato. Vamos partir da premissa que todos nós nascemos com algum tipo de talento, como se comunicar de forma fluída, ter raciocínio lógico, agilidade para tomar de decisão, planejamento etc.

Encaro o talento não como um grupo de pessoas disputadas pelas maiores empresas, que trocam de funções por cheques cada vez mais gordos, mas sim, as pessoas que tomaram consciência do seu dom natural, o desenvolveram através de conhecimento e prática e, assim, desempenham na sua excelência.

O que precisa para fomentar cada vez mais as pessoas a desenvolverem seus talentos? A resposta está em uma única palavra: liderança. Por isso, estamos vivendo o apagão de líderes, e não de talentos. Liderança é o que move as pessoas, o que permite elas estarem na posição adequada ao seu perfil, o que incentiva o desenvolvimento e aprimoramento de habilidades excepcionais, o que permite o feedback para cada profissional corrigir sua rota. Líderes bem preparados deixam de focar na sua performance como um fim nela mesma, mas por meio do desenvolvimento de pessoas. Preparar a liderança é atacar as raízes da escassez de talentos.

4 - Se tivesse que direcionar os recursos que você tem para investimento, em apenas uma área específica, para qual área seria?

Renato Curi:  Treinamento. Vivemos na Era do Conhecimento. Isso significa que, enquanto na Era Industrial as máquinas estavam no centro do negócio, onde ganhava-se o diferencial competitivo, hoje falamos nas pessoas como meio de alavancar e sustentar o crescimento das empresas. Oras, se falamos em apagão de pessoas que colocam seus talentos a serviço de outros e, cada vez mais, pessoas são o principal bem da empresa, inevitavelmente, treinamento passa a ser o foco de investimento. Treinar líderes para que estes estimulem ao máximo o potencial criativo das pessoas, para que criem um ambiente no qual as pessoas escolham trabalhar e, por consequência, aumentem a retenção. Este deve ser o foco para os próximos anos.
 

Conheça alguns dos desafios que o RH irá enfrentar em 2013

Renato Curi é trainer e Consultor em treinamento e desenvolvimento, formado em Administração de Empresas pela PUC-SP. Liderou projetos nas áreas de Marketing e R.H. em indústrias como Unilever e Danone. É Trainer em Programação Neurolínguistica e possui Certificação Internacional de Coaching pela Lambent. Certificação em Teoria Comportamental DISC e Valores.

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/