Huma

Contratação de executivos aumentará neste ano, com destaque para o Nordeste

Mercado
02/02/2010

 

Apesar de 2009 ter sido afetado pela crise, o que trouxe o temor do desemprego para diversos setores da economia, neste ano, o cenário será mais positivo para os executivos, principalmente na região Nordeste do País.

De acordo com o consultor e sócio da Search Consultoria em Recursos Humanos, Luís Marcondes, os setores que mais contratarão profissionais, na região, serão o Comércio e a Construção Civil. "O desenvolvimento acelerado da região, que tem atraído grandes volumes de investimento, reflete diretamente na procura por executivos", afirmou o consultor.

Entretanto, para Marcondes, esse cenário positivo deixa mais claro quais são as carências do mercado de trabalho local, como a falta de profissionais qualificados. "Para suprir a demanda, seria necessário formar mais profissionais, pois faltam executivos, sobretudo na Bahia, em áreas como Mineração, Agroindústria, Indústria em geral e Saúde", disse Marcondes.

Brasil

No País, segundo o sócio da Search Consultoria em Recurso Humanos, Marcelo Braga, os segmentos de Infraestrutura, Bens de Consumo, Óleo & Gás, Financeiro e Mercado de Capitais devem contratar mais executivos. "A expectativa é de que as contratações de executivos retomem os níveis pré-crise, quando o mercado vivia seu melhor momento", afirmou Braga.

No setor financeiro, "as oportunidades de carreira devem surgir em áreas como desenvolvimento de novos produtos, comercial e Finanças Corporativas, abrangendo desde instituições de pequeno porte até grandes. As corretoras também desempenharão um papel importante no cenário de novas contratações", segundo disse Braga.

De acordo com ele, as oportunidades do setor de Bens de Consumo serão influenciadas pelo crescimento da economia, do nível de emprego e pela ampliação do acesso ao crédito. Em 2010, ano de Eleição, é provável que aumente a injeção de dinheiro na economia, em razão do aumento de salário mínimo, do seguro-desemprego, entre outros.

Investimentos

"O setor de Infraestrutura de fato chegou ao limite. Para suportar o crescimento econômico esperado, são fundamentais investimentos significativos, como inclusive já vem sendo anunciado. Além disso, os eventos esportivos internacionais, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, catalisam essas iniciativas", explicou Braga.

Os maiores investimentos devem ser direcionados para rodovias, portos, ferrovias, aeroportos e estádios. O mercado imobiliário também deverá apresentar um forte crescimento, tanto para baixa renda como para alta renda, com destaque para empresas de fundos imobiliários. O mesmo deve ocorrer com o segmento de Óleo e Gás, em razão da descoberta do petróleo na camada pré-sal.

Essa notícia foi publicada na Info Money, em 01/02/10

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/