Huma

Cursos de liderança e gestão de pessoas fazem diferença, dizem especialistas

Mercado
04/05/2011

 

Ter um curso de gestão de pessoas ou desenvolvimento de lideranças faz diferença para profissionais que lideram equipes, alertam especialistas.

De acordo com o gerente de Educação Executiva da Trevisan Escola de Negócios, Marcelo Azevedo, a falta deste tipo de curso entre os líderes pode representar um prejuízo para a empresa, visto que o profissional pode apresentar dificuldades em equilibrar a gestão de pessoas com a necessidade de gerar melhores resultados para a companhia.

“O líder precisa estar focado nas pessoas para atingir resultados (…) Quando falta este tipo de curso, a pessoa não consegue enxergar quais habilidades precisam ser desenvolvidas”, explica Azevedo.

O headhunter da De Bernt Entschev Human Capital, Clayton Pinto, concorda e acrescenta que tais cursos auxiliam na formação de um líder. “Esses treinamentos fazem com que as pessoas aprimorem comportamentos. Eles estimulam o domínio e as atitudes de liderança”, diz.

O bom líder

O headhunter lembra ainda que um bom líder deve ser capaz de influenciar positivamente as outras pessoas, conseguindo um bom resultado para a empresa. A facilidade para avaliar, analisar e tomar decisões também são de extrema importância para os profissionais que lideram, bem como, completa Azevedo, a boa comunicação, a paciência para saber ouvir, a facilidade em trabalhar em equipe e o conhecimento técnico do produto ou serviço.

No lado oposto, ressalta Pinto, a falta de preocupação com o desenvolvimento dos liderados, a falta de percepção da existência de problemas de gestão, a não absorção da pressão para si, passando para a equipe, o não gerenciamento de conflitos e interesses, além das demonstrações de autoritarismo são exemplos negativos de atitudes de liderança, o que transformaria tais profissionais em chefes e não em líderes.

Cursos

De modo geral, explica Azevedo, os cursos de gestão de pessoas e liderança trabalham o autoconhecimento, o desenvolvimento de habilidades e a prática desta liderança.

Segundo ele, existem cursos de curta, média e longa duração, que variam de 16 a 160 horas e custam, aproximadamente, entre R$ 800 e R$ 8 mil.

Além de auxiliar na prática da liderança, ressalta, ter um curso deste tipo no currículo ajuda inclusive na empregabilidade, mesmo que a pessoa nunca tenha exercido um cargo de liderança. “É lógico que existem muitas pessoas que não fizeram este tipo de curso e são bons líderes, mas ter um curso deste no currículo mostra para a empresa que o candidato não tem apenas o conhecimento técnico e que ele tem vontade de liderar”.

Essa notícia foi publicada no Info Money, em 28/04/2011.

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/