Huma

Executivos preferem ficar no mesmo emprego

Mercado
20/03/2013

Acompanhando o baixo crescimento da economia em 2012, o mercado de trabalho para os executivos brasileiros foi pouco movimentado no ano passado. De acordo com levantamento da StautRH, consultoria especializada em recrutamento e seleção de executivos, realizado com 800 profissionais de média e alta gerência no Estado de São Paulo entre dezembro e janeiro, os gestores do país têm mudado menos de emprego, ao passo que recebem mais promoções dentro das companhias onde atuam.

O levantamento feito com gerentes (66%), diretores (21%) e presidentes, vice-presidentes e proprietários (13%) aponta que, em 2012, 34% dos executivos foram promovidos nas empresas. Já no ano anterior, esse percentual foi de 32%.

Os investimentos em promoções de cargo por parte das empresas, segundo Luiz Alencar, responsável pela pesquisa e sócio da StautRH, seguraram a demanda dos executivos por desafios profissionais em outras corporações. No total, 24% dos gestores mudaram de emprego em 2012, contra 28% em 2011.

O número de processos seletivos nos quais eles participaram também sofreu uma leve queda. Em 2011, 33% dos gestores foram sondados por mais de três companhias. Em 2012, esse número caiu para 25%. Ao todo, 16% dos executivos estiveram presentes em pelo menos um processo seletivo. Segundo Alencar, a tendência é que esse cenário mais "morno" nas movimentações profissionais se mantenha em 2013, tendo visto que a economia não deve se recuperar tão cedo.

"Para não perder tanto seus talentos para os concorrentes, as companhias passaram a investir mais no engajamento e retenção dos seus profissionais. Isso explica o aumento no número de promoções, realizadas em grande parte em contrapropostas", afirma Alencar.

Na opinião do consultor, investir em boas políticas de treinamento e desenvolvimento torna possível o crescimento profissional dos colaboradores, capacitando-os para ocupar novas posições dentro da própria empresa. Com isso, reduzem-se as chances de serem seduzidos pelas oportunidades que o mercado apresenta.

Mesmo que 2012 tenha sido marcado pela estagnação econômica, o mercado de trabalho não foi tão prejudicado, de forma geral. Segundo a pesquisa da Staut, apenas 25% das companhias demitiram funcionários - independentemente do nível hierárquico - no ano passado. Já 29% das empresas afirmaram que mantiveram seus quadros, enquanto 46% chegaram a contratar profissionais.

 

*Essa notícia foi publicada no site Valor Econômico, em 13/03/2013

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/