Huma

Líderes investem em treinamento para melhorar gestão com equipe

Mercado
17/08/2011

Orientar uma equipe, fazer com que os resultados sejam alcançados, motivar os profissionais e fazer com que eles cresçam em sua carreira são algumas das tarefas que cabem aos líderes. Engana-se quem acredita que fazer tudo isso e mais um pouco é uma tarefa simples. Para auxiliar neste processo, muitos profissionais têm procurado a ajuda de treinamentos externos.

É o caso da coordenadora financeira do São Gonçalo Shopping, Vanessa Almeida. A profissional explica que, com o treinamento, ela teve consciência que as suas atitudes com a equipe não eram adequadas. “Eu era vista como um mãe. A minha postura não permitia que a equipe se desenvolvesse”, diz.

Já o coordenador de Marketing do Shopping Metro Itaquera, Fábio Quintana, explica que fez o treinamento porque, pela primeira vez, assumiu uma equipe com maior número de profissionais. “Não tinha experiência de liderança, mas a vantagem é que eu não tinha vício”, relata.

Sobre o treinamento

A primeira atividade feita pelos gestores é analisar uma avaliação feita pelos profissionais das equipes em que lideram. “Vai passando um filme na cabeça. Nós repensamos sobre nossa atitude”, afirma Vanessa. Fábio acrescenta ainda que o resultado da avaliação é surpreendente, porque os líderes se enxergam de uma maneira que é diferente do olhar dos profissionais da equipe.

Os participantes também realizam atividades relacionadas à vivência, ou seja, eles simulam situações do cotidiano, como entrevistar um candidato para ingressar na empresa ou até mesmo dar um feedback ao grupo de trabalho. É o que explica o consultor da Muttare, Michel Gonçalves.

Para o especialista, passar por situações em grupo, que tiram as pessoas da zona de conforto e as fazem experimentar outros sentimentos, tende a fortalecer as relações de trabalho em equipe. “Eles experimentam outros papéis. São desafiados. Juntos passam por dificuldades e tentam achar uma solução”, declara.

Sobre a solução, Gonçalves acredita que a resposta não deve ser dada por quem está aplicando o treinamento, mas, sim, pelo grupo de líderes. “Eles pensam sobre os erros, os acertos e quais são as mudanças necessárias”, enfatiza.

O passo seguinte é pensar de maneira generalizada, no qual são firmados lições e aprendizados e discute-se como aplicar na realidade da equipe. Por fim, aplicam-se as lições a fim de gerar aprendizado permanente. Cada participante se compromete com sua parcela de mudança para que a melhora ocorra dentro da sua empresa.

Pelo visto, treinamentos são importantes no processo de liderança e têm dado o resultado esperado. “Todo mundo sai ganhando: a empresa, o líder e a equipe. Já tive retorno positivo tanto da minha equipe como dos meus gestores”, finaliza Fábio.

Essa notícia foi publicada no Administradores, em 10/08/2011.

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/