Huma

Medo x Liderança: como vencer esse duelo?

Mercado
30/03/2015

*Por Heloísa Capelas

Todo ser humano tem medo, principalmente da rejeição. Você já parou para pensar em como esse sentimento atrapalha sua liderança? O debate sobre comportamento de líderes ainda hoje é permeado por falsas crenças. Existem afirmações de que os verdadeiros líderes são destemidos, capazes de decisões assertivas baseadas em algum tipo de bravura ou coragem exemplar. Também associam liderança à extroversão e, ainda, há o questionamento sobre grandes líderes já nascerem prontos. 
 
Essas afirmações são a generalização de uma ideia concebida que se tem do que é ou sobre como deve ser um líder, mas não correspondem a uma verdade absoluta. “Existem, evidentemente, pessoas com mais facilidade para liderar. Assim como existem aquelas que assimilam novos idiomas rapidamente ou que são excelentes na escrita. Cada indivíduo tem suas próprias habilidades, o que, de forma alguma, o impede de aprender e desenvolver novas aptidões. 
 
Com relação ao medo, ele está sempre presente na vida de todos nós – inclusive dos líderes ou daqueles que almejam a liderança. Ainda que sejam rotulados ou que se autointitulem corajosos, todos os gestores carregam seus próprios temores, mesmo porque o medo faz parte da essência humana. Ou seja: é impossível NÃO sentir medo, mas é possível acolhê-lo e aceitá-lo como uma parte indispensável de nossa natureza.
 
A maior parte das pessoas sente, principalmente, pavor de ser rejeitada. O medo do abandono e da rejeição é bem mais comum do que se pode imaginar, mas, para muitos, aparece e acontece de forma inconsciente. E como o medo da rejeição influencia a liderança?
 
A característica decisiva que diferencia um líder de um não líder é o temor de ser visto, rotulado ou apontado como incapaz de exercer tal função ou ocupar tal posto, seja pelos outros, seja por si mesmo ou ainda por ambos. Almejar a perfeição tira, do líder, sua verdadeira capacidade de motivar, de criar empatia, de demonstrar compaixão e até mesmo de trabalhar em equipe. Por outro lado, o líder que reconhece, em sua própria história, a origem dos seus medos, perde o medo de se expor e de ter suas imperfeições “descobertas” – o que é, sim, uma característica fundamental à liderança.
  
Por isso mesmo, se você quer treinar a liderança, se quer aprender a ser líder, o primeiro passo é olhar para o seu passado. Reveja a sua trajetória, resgate o papel dos seus pais e cuidadores na sua infância. E, a partir dessa análise, procure entender: o que lhe foi ensinado sobre liderança? E sobre liderados? Na sua vida, o que significa “ser autoritário”? E autoritarismo? Como foi que o medo de rejeição nasceu em você? Em quais circunstâncias? E o que você tem feito com e sobre esse medo?
 
Da mesma forma que você aprende tudo isso, você também pode desaprender para criar novas maneiras de lidar com as críticas, de criticar, de se expor, de se comunicar e, por consequência, de liderar.
 
*Heloísa Capelas é considerada uma das maiores especialistas do país em Autoconhecimento e Inteligência Comportamental. Há cerca de 30 anos atua com desenvolvimento humano e aplica cursos com a metodologia Hoffman, considerada por Harvard um dos trabalhos mais eficazes de mudança de paradigmas para líderes. 

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/