Huma

Na gestão do tempo, homens e mulheres se comportam de maneira diferente

Mercado
29/09/2009

 

Mulheres e homens agem de maneira diferente em relação à gestão do tempo, de acordo com o especialista em produtividade Christian Barbosa.

Ele afirmou, com base em testes realizados com mulheres na faixa de 35 anos, que 48% delas dedicam seu tempo às questões urgentes, enquanto apenas 28% destinam às questões importantes e 24%, às circunstanciais.

"A mulher foca grande parte do seu dia nos problemas, com urgências do trabalho, da casa, dos filhos e do marido. Contudo, apesar da cobrança, ela ainda consegue ter tempo para cuidar de coisas importantes na sua vida, sendo que as tarefas supérfluas e circunstanciais ficam em segundo plano", explicou.

Os homens

Em relação aos homens, Barbosa explicou que existe um equilíbrio maior entre as urgências e as circunstâncias, deixando o importante em segundo plano.

"O homem gasta mais tempo em conversas paralelas, com os amigos e festas sociais. As mulheres, por outro lado, têm um senso de maternidade e responsabilidade mais destacado. Isso mostra que, diferentemente do que se fala sobre o universo feminino, o homem gosta de fofocar mais que as mulheres".

De acordo com o especialista em produtividade, enquanto os homens perdem tempo com coisas sem sentido, as mulheres precisam usar seu tempo em coisas mais essenciais.

"Minha análise é de que a mulher de hoje não tem tempo nem mesmo de ser mulher! Além disso, ela se cobra demais por não conseguir espaço para se dedicar à casa, aos filhos, à beleza, ao casamento, à carreira e às amigas. O homem sem tempo também tem consciência disso, mas a cobrança pessoal é muito menor, sendo que, em alguns casos, isso nem existe".

Essa notícia foi publicada na Info Money, em 28/09/2009

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/