Huma

Pesquisa lista as principais barreiras de desempenho nas empresas

Mercado
16/07/2013

Pessoas muito ocupadas com outras coisas é o obstáculo ao desempenho mais comum dentro das organizações. É o que aponta o levantamento da consultoria MicroPower, cujo objetivo é revelar as principais barreiras dentro de uma organização e as melhores práticas de gestão de desempenho.

Confira abaixo os impedimentos relatados por mais de 60% dos entrevistados e, também, as intervenções mais (⇧)e menos(⇩)utilizadas:

- Para 78%, as pessoas estão ocupadas demais fazendo outras coisas

⇧ Orientação quanto à priorização (55%) e apoio da liderança (52%)

⇩ Orientação para administração do tempo (33%) e revisão da função e competências (36%)

- Para 69%, as pessoas não acreditam no novo processo, atividade ou tarefa (69%)

⇧ Gestão de mudanças e comunicação (46%) e mudança da gestão / liderança (44%)

⇩ Mentoring Coaching (23%) e recompensas e incentivos (34%)

- Para 66%, as pessoas não sabem realizar adequadamente determinado trabalho

⇧ Treinamento (69%) e acesso a especialistas (57%)

⇩ Mentoring Coaching (25%) e comunidades e ferramentas de colaboração (39%)

- Para 61% não existem recursos humanos para desempenhar

⇧ Formação de equipes (70%) e recrutamento (66%)

⇩ Desenho organizacional (52%) e alocação de recursos (62%)

- Para 61%, as pessoas não sabem por que devem realizar determinado trabalho

⇧ Treinamento (69%) e acesso a especialistas (57%)

⇩ Mentoring Coaching (28%) e comunicação (48%)

Além disso, segundo a pesquisa, as organizações pesquisadas consideram o alinhamento às metas organizacionais e a interação entre funcionários e gestores vitais para o processo de gestão desempenho.

O processo de gestão de performance, é utilizado, na maioria dos casos, para ajudar a justificar as decisões de demissão (38%), apoiar promoções (38%), identificar funcionários que precisam de desenvolvimento (36%) e decisões de remuneração (34%).

Quanto a mensuração desse processo,66% utilizam alguma forma de medição baseada em resultados, 7% apenas monitora a conclusão e 27% não realiza nenhuma medição.

Já com relação as ações para funcionários com eficiência insatisfatória, a ação mais frequente é relacionada a planos de desenvolvimento com objetivos claros (24%).

A capacitação dos gestores das organizações pesquisadas no processo de Gestão de Desempenho tem maior foco nas questões de feedback, desenvolvimento de objetivos e na condução da reunião.

Quando questionados sobre até que ponto a gestão da performance da sua organização usa, por exemplo, um sitema para atender a questão do desempenho insatisfatório, 61% consideraram que deveria enquanto 16% afirmaram que possui. 50% acreditam que deveriam ser incluídas outras informações além daquelas baseada no julgamento dos gestores - 21% utiliza -, e 59% avaliam que deveria haver revisão dos resultados de avaliação de desempenho pelos gestores dos avaliadores - 22% já o fazem.

Dentre os entrevistados, 16% ocupam cargos de diretoria, 54% de liderança e 30% são profissionais liderados.

 

*Essa notícia foi publicada no site VocêRH.com.br, em 12/07/2013

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/