Huma

Postura corporal pode causar primeira impressão errada

Mercado
08/01/2013

Sabe aquele dito popular de que “a primeira impressão é a que fica”? Pois é, ele foi confirmado por pesquisa realizada no Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências (FC) da Unesp, em Bauru. Segundo o fisioterapeuta Fernando Henrique de Sousa, autor do trabalho, na ausência de informações preliminares sobre os indivíduos, as primeiras impressões são construídas sobre os aspectos físicos. No entanto, ele alerta, essas imagens não passam de estereótipos sociais, que nem sempre correspondem à realidade.

Sousa ouviu impressões de 300 jovens, de ambos os sexos, sobre indivíduos com as características físicas alinhamento ideal, cifose torácica e lordose lombar. Durante as entrevistas, os participantes deveriam atribuir características como dependente/independente, desinteressado/interessado, calmo/ansioso, relaxado/organizado, entre outras, a perfis das figuras humanas que representam as posturas pesquisadas.

A postura 'alinhamento ideal', quando o indivíduo mantém o corpo ereto, ombros retos e quadril encaixado, foi considerada a mais positiva em relação às demais propostas aos entrevistados.

Ainda segundo ele, homens e mulheres julgaram mais atraentes as mulheres que apresentam lordose lombar ou hiperlordose. A hiperlordose se caracteriza pelo aumento da curvatura na região lombar com projeção da pelve para frente. Longe de ser um modelo de beleza, a  hiperlordose se manifesta por má postura, fragilidade dos músculos ou dos ligamentos, gravidez, obesidade, uso frequente de salto alto e sobrecarga.

Já a postura cifose torácica ou hipercifose, caracterizada pelo aumento de curvatura na região do tórax, com projeção dos ombros para frente, é considerada menos atraente por ambos os sexos, quando comparada com às demais posturas abordadas no estudo. A hipercifose pode ocorrer por fatores como aumento exagerado das mamas, timidez a sobrecarga na região.

Na perspectiva da Psicologia Evolucionista, diz Sousa, preferências pela postura ideal refletem uma busca por padrões corporais adequados para reprodução, no caso de sexos diferentes, ou de relacionamentos sociais (veja quadros). “Essas informações não justificam o preconceito, mas lançam uma possível explicação sobre como eles se formam', argumenta.


*Essa notícia foi publicada no site Click Carreira, em 8/1/2013

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/