Huma

Previdência projeta gastos de R$ 12 bilhões com acidentes de trabalho este ano

Mercado
16/12/2009

 

A Previdência Social deve arcar em 2009 com despesas de R$ 12 bilhões por causa de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais que afetam a saúde do trabalhador, acarretando o pagamento precoce de aposentadorias. As concessões de benefícios de auxílio doença, no entanto, devem ser reduzidas no período, com mudanças no gerenciamento da perícia médica pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), de acordo com o secretário de Políticas de Previdência Social, Helmut Schwartz.

Em 2008 foram registradas 2.757 mortes por acidentes de trabalho, tendo ocorrido mais de 12 mil casos de invalidez. Dos mais de 747 mil acidentes de trabalho registrados no ano passado, 411 mil aconteceram no Sudeste, o que pode ser atribuído ao fato dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais terem maior número de trabalhadores formalizados que os demais estados. Esses números constam no Anuário Estatístico de Acidentes do Trabalho, divulgado hoje (15) pelo Ministério da Previdência Social.

O documento não estabelece uma comparação com números registrados em outros países. Entretanto, o secretário Helmut Schwartz afirma que o Brasil e a América Latina em geral estão em posição intermediária em relação aos índices registrados nos países industralizados. Ele acredita que o Brasil poderá acelerar a redução dos acidentes com maior concientização dos empresários e dos trabalhadores e mediante a adoção políticas públicas de incentivo a melhorias no ambiente de trabalho, por parte do governo.

O aumento de 88.140 acidentes de trabalho em 2008 em relação a 2007 (747.663 contra 659.523) é explicado pela implantação de nova sistemática na qual os benefícios da Previdência Social são concedidos sem a entrega da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) pelas empresas, uma exigência anterior.

"Em função disso, foi necessário criar uma nova categoria de acidente do trabalho, denominada acidente do trabalho sem Cat. No ano passado foram classificados como acidentes sem Cat 61.287 casos de pedidos de benefícios pelos trabalhadores", disse o secretário.

Essa notícia foi publicada na Agência Brasil, em 15/12/09.

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/