Huma

Profissionais de nações emergentes se preocupam com sustentabilidade

Mercado
16/12/2013

Profissionais de países emergentes estão mais preocupados com políticas de sustentabilidade ligadas a temas como poluição, segurança e trabalho infantil. Essa foi a conclusão de um estudo realizado pela consultoria Bain & Company com 750 empregados de indústrias de Brasil, China, Índia, Alemanha, Reino Unido e Estados Unidos.

Nos países em desenvolvimento, 43% dos entrevistados disseram que os funcionários exercem uma influência considerável sobre políticas de sustentabilidade da empresa, enquanto nos países avançados essa parcela foi de 25%.

Outro aspecto apontado pela pesquisa foi a propensão a aceitar salários mais baixos para trabalhar em uma companhia com princípios sustentáveis, manifesta principalmente nos países emergentes. Nestes, 60% dos respondentes afirmaram que não considerariam como uma opção de local de trabalho indústrias que não correspondem às suas crenças pessoais sobre sustentabilidade corporativa, ante 33% em economias desenvolvidas.

Em geral, dois terços dos entrevistados disseram que sua preocupação com o assunto aumentou nos últimos três anos. O interesse é maior para funcionários que têm entre 35 e 40 anos.



*Essa notícia foi publicada no site Valor Econômico, em 13/12/2013

Comentários

X

Receba as principais atualizações do Portal Huma

Fique por dentro das novidades da área de gestão de pessoas. Assine a newsletter do Portal Huma e receba as principais informações da semana!

Enviar

https://www.lg.com.br/